>Home >Empresa >Clientes >Fornecedores >Fotos >Video >Contato

DESRATIZAÇÃO:

È a técnica de combater um animal, aparelhado para conviver em pertos dos seres humano, adaptando a realidade dos grandes centros urbanos, os roedores habitam confortavelmente as edificações, vivem em forros de residência, e como recebem o nome de animais “Sinantrópico”. Das 2000 espécies existentes só apenas três tornaram-se sinantrópicos. Esse convívio indesejável traz em inúmeras conseqüências para a saúde das pessoas e animais domésticos, tendo em vistas que os ratos são grandes transmissores de diversas doenças, o combate biológico contra esse tipo de praga é fundamento para evitar problemas com saúde e prejuízo econômicos e materiais.

Como identificar a presença de Ratos:

  • Ninhos
  • Sons;
  • Fezes;
  • Urina;
  • Odor;
  • Trilhas;
  • Marcas de Gordura;
  • Roeduras.
    Organograma

 

Prejuízos econômicos e materiais.

  • Danificam aparelhos eletrônicos e fazem ninhos dentro dos computadores;
  • Roem e estragam materiais de papeis e plásticos.
  • Devoraram madeiras e fiações elétricas;
  • podem provocar incêndios;
  • Contaminam os grãos armazenados; Destroem sementes e cereais.
  • Roem e danificam construções; Infestam granjas e pocilgas;
  • Estragar ovos e comer pintinhos;

Transmitem aos homens e animais como:

  • Leptospirose (Leptospira sp);
  • Cólera (V. cholerae)
  • Peste Bubônica (Yersinia pestis);
  • Salmonelose;
  • Encefalites;
  • Hantavirus;
  • Tifo Murino;
  • Toxoplasmose;
  • Sarnas
  • Micoses.

Habilidades físicas especiais

  • Roem  materiais considerados duros;
  • Sobem em encanamentos em várias condições;
  • Equilibram-se sobre cordas e fios;
  • São ótimos nadadores e mergulhadores;
  • Dão saltos horizontais e verticais;
  • Podem cair de uma altura de até 15 metros;
  • Cavam túneis de até um metro e meio de profundidade

As espécies mais comuns no meio urbano são Rattus norvegicus ( Ratazana ), Rattus rattus ( Rato de telhado ou rato preto ) e Mus musculus ( Camundongo ).

CAMUNDONGO - MUS MUSCULUS

BIOLOGIA: Quando adultos, chegam a medir 18 cm e a pesar 21gramas. Possuem a calda igual ou maior que o corpo e a cabeça juntos e orelhas grandes. Sua coloração varia do cinza escuro ao branco. Geram de 3 a 8 filhotes, havendo de 4 a 5 ninhadas anuais. Vivem em armários e gavetas, em quartos e bibliotecas, estabelecendo um território pequeno, com no máximo 3 metros.
É o mais curioso das três espécies, aproxima-se e examina alimentos e objetos colocados perto de seus ninhos ou trilhas.

 



RATAZANA - RATTUS NORVEGICUS

BIOLOGIA: Quando adulta mede até 45 cm e pesa 500 gramas. Possui calda grossa, mais curta que a cabeça e o corpo juntos, orelhas e olhos pequenos. Os pés têm membranas interdigitais. A pelagem é áspera variando do marrom acinzentado ao vermelho no dorso, e tons mais claros no ventre. Pelo formato dos pés, se adapta à ambientes aquáticos - sabe nadar e mergulhar muito bem. Suas ninhadas têm, em média, 8 filhotes.
As Ratazanas defendem ferozmente seu território, que chega a medir até 50 metros, contra ratos de outras espécies e mesmo de ratos de sua espécie, mas de colônias diferentes. Constroem seus ninhos em túneis abertos no solo. Alimentam-se de cereais, ovos, pequenas aves, coelhos, animais mortos, frutas, etc.

 



RATO PRETO - RATTUS RATTUS

BIOLOGIA: Quando adulto, podem medir até 38 cm e pesar 300 gramas. Possuem a calda mais longa que a cabeça e o corpo e orelhas grandes. Apesar do nome, sua cor pode variar do cinza ao marrom escuro. Sua ninhada abrange de 3 a 9 filhotes, tendo de 3 a 4 ninhadas por ano. Com três meses de vida, estão aptos para reprodução. O alimento preferido é o cereal. O rato preto vive em lugares altos, como telhados e forros, para fugir da ratazana que é mais forte que ele. Assim, estabelece um território de até 40 metros.

 


 

  • Medidas Preventivas para o Controle de Camundongos :

1 - Limpar diariamente, antes do anoitecer, os locais de refeições e preparo de alimentos. Determinar um local comum par refeições e colocar os restos de alimentos em recipientes fechados.
2 - Recolher os restos alimentares em recipientes adequados, preferencialmente, sacos plásticos, que deverão ser fechados e recolhidos pelo serviço de coleta urbana.
3 - Colocar sacos, fardos e caixas sobre estrados com altura mínima de 40 cm, afastados uns dos outros e das paredes, deixando espaçamentos que permitam uma inspeção em todos os lados.
4 - Não acumular objetivos inúteis ou em desuso; Vistoriar carga e descarga de mercadorias para evitar o transporte passivo de camundongos.
5 - Não deixar encostados em muros e paredes objetos que facilitem o acesso dos roedores.; Buracos e vãos entre telhas devem ser vedados com argamassa adequada.
6 - Colocar telas removíveis em abertura de aeração, entradas e condutores de        eletricidade ou vãos de adutores de qualquer natureza.